domingo, 1 de agosto de 2010

Criança pode apanhar?


Gente, que coisa é essa de dizer e até ser lei não poder dar palmadas em filhos? Apanhar causa traumas? Acho exagero...sério!! Lembro-me que com 9 anos, arrombei a janela e fui brincar de "cozinhado" com minhas amigas. Quando minha mãe chegou do trabalho e a empregada falou que eu havia fugido...ela pegou galhos de goiabeira e foi atrás de mim...levei um safanão daqueles e fiquei com as pernas cheias de arranhões dos galhos.
Como me senti? "foi bem feito...fugi...preocupei minha mãe...", Traumas? nenhum!
As pessoas estão confundindo "correção" com espancamento, isso sim. Espancar? Humilhar? Isso não. Mas, palmadas, falar firme, colocar de castigo...sempre é bom! Os jovens de hoje se "acham" com TODOS os direitos, só faltam dizer aos pais "se me tocar, chamo os direitos humanos". No meu tempo de criança, meu pai olhava pra mim e já sabia que havia feito algo de errado, não precisava gritar e nem espancar, não. Mas, palmadas? sim!
Já pensou se as gerações mais antigas, nascidos de 1900 a 1960 ficassem traumatizados pelas palmadas, castigos, e outras coisas que inventavam pra  colocar os filhos no "seu lugar"? Não haveria um bom da cabeça, todos revoltados com os pais, drogados e pagando uma grana preta de psicólogo.
Bem, aqui não há apologia  ao espancamento, mas sim, a uma boa conversa, correção de conduta, com palmadas, sim!  
Postar um comentário