domingo, 22 de março de 2015

Atividades para Maternal, Creche e Berçário - www.pragentemiuda.org

Posted: 13 Mar 2015 08:08 AM PDT
Pra você que está sem opção, meio perdida em suas aulas para as crianças pequenas ou para você que quer inovar, não deixe de ler estas 20 dicas de atividades para maternal, a maioria delas realizadas com material de fácil acesso, recicláveis que todo mundo tem em casa.

Ótima dicas para usar na sua volta às aulas!
Professora e turminha do Maternal do Instituto Cordeirinho.
01 - Música com materiais reciclados
Caixa de ovos, latas de bebida, colheres, pauzinhos ou hastes de madeira, etc. podem transformar-se em instrumentos musicais. Use a criatividade!

02 - Enchendo objetos
Dê para as crianças diferentes latinhas, copos de iogurte vazios, papelões, garrafas de plástico, etc. Elas poderão encher esses objetos com areia, e no verão brincar fora ou também utilizando água. Comece você mesmo demonstrando como se pode construir uma torre, uma montanha, etc com areia, logo elas estarão fazendo o mesmo.

20 atividades para maternal, creche e berçário
03 - Conhecendo as formas
Recorte nas caixas de papelão (de produtos caseiros) ou caixas de sapato diferentes formas: círculo, triangulo, retângulo, etc. Dê para as crianças cortiça, bloquinhos de madeira para montar, pedaços de papéis grossos e peça-as para que as coloquem nos buraquinhos (de diferentes formas) das caixas.

04 - Rolos de papel higiênico
Dê a elas alguns rolos de papel higiênico vazios ou rolos de papel de cozinha e elas poderão brincar com eles, fazendo-os rolar, apertando-os, o mais forte consegue até rasgá-os, podem também pisar em cima !
Se as crianças forem um pouco maiorzinhas já podem pintar os rolos com tinta de dedo ou ainda colar papeizinhos coloridos que podem ser rasgados em cima.

05 - Saquinhos recheados
Uma coisa que pode ser feita rapidamente é fazer saquinhos de pano recheados ou mesmo luvas laváveis recheadas.Encha-as com algodão, arroz, ervilha seca, castanhas, ponha sininhos em cada dedo da luva, etc. As crianças dessa idade gostam de sentir o tato e escutar o som que os objetos produzem.

06 - Painéis de textura
Numa cartolina cole uma lixa de papel, folha de alumínio, tecido, algodão, botões, cortiça, formando dois painéis. Deixem as crianças sentir as diferentes texturas.Você pode escondê-las sobre um pano e as crianças maiorzinhas poderão pelo tato adivinhar de qual painel se trata.

07- Cobra de pano
Costure uma cobra comprida, feita de retalhos de tecido e encha-as com algodão. As crianças irão gostar muito de apalpá-la com a mão. Você poderá utilizar outros materiais para enche-la.

08 - Recipiente de filme
Você poderá também encher um potinho de plastico desses de filme fotográfico com ervilhas secas, arroz, sininhos, pedrinhas. Depois, é só fechar bem e para segurança lacre-a com auxilio de fita isolante ou crepe.

09 - Papelão
Pode-se pintar um papelão com tintas de dedo.Uma caixa de papelão pode virar uma casinha. É só cortar as portas e janelas. Claro que essa caixa deverá ser grande.Com papelão a criança maiorzinha poderá ensaiar recortes (com tesoura sem ponta) e poderá fazer estrelas, ovos de páscoa ( para servirem de móbiles após serem pintados), etc.Lembre-se que quando elas trabalharem com tinta de dedo, devem usar uma roupa velha ou um avental e o chão ou mesa devem estar protegidos com jornal.

10 - Aprendendo a guardar os brinquedos
Deixe as crianças guardar os brinquedos que utilizaram na aula. Elas podem pô-los em uma caixa de papelão vazia. Podem por: bolas de papel, algodão, bolinhas, etc. Quando tudo estiver dentro todo mundo cante uma musica e se houver tempo coloca-se tudo no chão novamente e de novo começam a guardar e depois a cantar.

11 - Espelho de papel alumínio
Você pode colar uma folha de papel alumínio no chão para que as crianças ao engatinhar olhem para seu reflexo. Os pequeninos gostam de se olhar no espelho.

12 - Travesseiros de balões
Com uma colcha de face dupla, dessas que se colocam um estofado dentro você pode fazer um grande travesseiro de balões. É só colocar nas colchas diversos balões de ar (meio vazios para que não estourem) e então as crianças poderão engatinhar e rolar por cima.

13 - Brincadeira na areia
Quando estiverem fora, dê à crianças forminhas, regadores, água e colheres e deixe-as brincar à vontade.

14 - Rasgar e colar
Deixe as crianças rasgarem diferentes tipos de papéis: Jornais, papéis transparentes, coloridos, dourados e depois colarem sobre uma cartolina ou papel.

15 - Tecido e lã
Colar restos de tecidos de diferentes formas e tamanhos. Para se colar lã é necessário uma destreza maior, pois a criança precisará firmá-la com a ajuda outros dedos para que se fixe no papel.

16 - Caixas de ovos vazias
São também boas para que as crianças as rasguem ou para ser utilizada na confecção de papel machê – que serve-se como ótimo recurso para fazer brinquedos diversos: galinhas, frutas, máscaras, etc.As crianças também poderão brincar de colocar materiais dentro da caixinha de ovos: papéis amassados, cortiças, etc. Tome porém, cuidado para que não levem objetos pequenos na boca.

17 - Rasgar e cortar
Catálogos velhos ou jornais podem ser um ótimo material para que as crianças brinquem de rasgar . Quando são maiores podem exercitar-se em cortar as figuras. (lembre-se com tesoura sem ponta)

18 - Areia e cola
A areia pode ser muito bem misturada com a cola, com isso aplicar essa mistura em latinhas e em cima enfeitar com conchinhas do mar, etc.

19 - Navio de puxar
Com uma caixa de ovos podemos construir um navio de puxar. Com isso as crianças podem pintá-lo com tinta de dedo . Ponha um barbante em uma extremidade e o barquinho está pronto.

20 - Colar de macarrão
Com um cordão e vários macarrõezinhos é possível fazer um colarzinho! As maiorzinhas treinarão sua coordenação motora e adorarão o resultado final.
Posted: 13 Mar 2015 08:04 AM PDT
Olá pessoal!!!

Lembrancinhas fáceis de fazer e práticas são aquelas que conquistam logo a gente né? Não tem jeito... ainda mais quando são feitas com material bem em conta, como estes coelhinhos  branquinhos, feitos com aqueles saquinhos brancos de pipoca... Muito fácil de fazer, ótimo para quem tem uma turma grande e não dispõe de muitos recursos para fazer lembrancinhas de páscoa. 

Eles são realmente fácil de fazer... anota aí o que vamos precisar...

De que vamos precisar?
Somente de saquinhos de pipoca, olhos móveis e canetinhas para fazer o rostinho do coelho.
Como que faz?
Faça um corte vertical três dedos acima da base do saquinhos e recorte as orelhas. Fixe os olhos móveis com cola quente e, com uma caneta, desenhe o rostinho do coelho. Faça dois furinhos para passar a fita. Recheie com mini ovinhos de páscoa ou outra guloseima de sua preferência e feche, amarrando com fitinha fofa. Fácil né? Vamos fazer?

Da revista professor Sassá.
Posted: 13 Mar 2015 07:53 AM PDT
Oi gente!!!

Muita gente pergunta como organizar os cantinhos da sala e eu vim aqui postar algumas dicas para te ajudar que vi lá na Nova Escola. Os cantos podem ser de diversos temas, mas cinco são essenciais: leitura, faz de conta, escrita, desenho e jogos. O mais importante é respeitar as preferências dos pequenos e suas formas de brincar, além de proporcionar o contato deles com variadas linguagens. Vamos conferir? Dicas da Nova Escola, com fotos da Unidade Municipal de Educação infantil Águas Claras.

1. Cantinho da Leitura
- O que é: o espaço para as crianças lerem.
- O que tem: Revistas, gibis e livros de diferentes gêneros textuais.
- Como organizar: Em local com boa iluminação, colocar tapetes e almofadas. Os livros devem ficar a uma altura que permita às crianças acesso fácil.
- Intervenção: Troque o acervo periodicamente, seja com outra turma, seja na biblioteca.
2. Cantinho do faz de conta
- O que é: Espaço que remete às experiências e à cultura da criança.
- O que tem: Fantasias, tecidos, espelhos, maquiagens, objetos para brincar de casinha, cabana, escritório, loja, feira, hospital, cabeleireiro e miniaturas de animais.
- Como organizar: Em araras, prateleiras e caixas identificadas.
- Intervenção: Ofereça novos objetos para enriquecer e diversificar a atividade.

3. Cantinho da escrita
- O que é: Espaço para as crianças escreverem.
- O que tem: Letras móveis, giz, lápis, canetas, papéis e lousa na altura dos pequenos.
- Como organizar: Em caixas (letras móveis), pastas (papéis) e estojos (lápis, giz e canetas).
- Intervenção: Planeje atividades com variados propósitos, como a escrita dos nomes das crianças ou de textos que saibam de cor.

4. Cantinho da arte
- O que é: Espaço para desenhar e fazer arte como pinturas, colagens sobre vários suportes, usando como apoio a mesa, o chão ou a parede.
- O que tem: Lápis de cor e grafite, giz de cera, canetinhas, colas, tintas, pincéis, aventais, fitas adesivas, papéis coloridos e jornais.
- Como organizar: Em caixas plásticas, conforme o material.
- Intervenção: Mostre referências de obras de arte e ofereça novos e variados materiais.

5. Cantinho dos jogos
- O que é: Espaço para explorar jogos.
- O que tem: Jogos de mesa (quebra-cabeça, jogos da memória e da velha, dominó e pega-varetas) e de construção (blocos de encaixe e de madeira), principalmente jogos reciclados feitos pela própria turma.
- Como organizar: Em prateleiras ou no chão, em caixas, em baldes e outros.
- Intervenção: De tempos em tempos, ensine novos jogos e ofereça objetos que enriqueçam os jogos de construção, como fazer oficinas para construção de jogos feitos com sucata e reciclagem.

Você precisa saber:
1. Organização da sala - Calcule quantos cantos devem ser montados conforme o espaço disponível e o número de crianças na turma. Escolha quais serão fixos ou montados apenas na hora em que forem usados.
2. O que é preciso providenciar - Faltam materiais? Quais? Converse com as crianças sobre os objetos que gostariam de ter para brincar e verifique se pode consegui-los. Organize uma lista para conferir o que se perdeu ou quebrou e providencie a reposição ou a troca.
3 - Intervenções na hora certa - Mais do que dizer como os pequenos devem brincar, faça a mediação de conflitos e dê novas ideias para enriquecer a atividade. Fique de olho para que eles variem o canto e, se preciso, indique que circulem em outros.
Daqui
Posted: 13 Mar 2015 07:45 AM PDT
Oi gente!!!

Pessoal vim compartilhar com vocês uma dica maravilhosa para quem trabalha com Educação Infantil, mas pode ser adaptada também para outras turminhas... A dica pedagógica é feita com prendedores de roupa para trabalhar alfabetização, nomes próprios, matemática, cores... enfim, são inúmeras as possibilidades, vamos conferir?

01 - Alfabetização e nomes próprios - Pra começar vamos ver as fichas com nomes dos alunos... imprima fichas com o nome de todos da turminha e cole em papel colorido ou EVA, no canto cole a foto para trabalhar identidade... Cada prendedor tem uma letra para a turminha relacionar com as fichas dos nomes, faça com caneta permanente.

Lembre-se que você terá que ter vários letras, pois muitas se repetem. Outra dica importante para a realização desta atividade é que ela pode ser usada para identificação de outras palavras, famílias silábicas e outros... Depois da turminha aprender o nome próprio, você pode ajudá-los a aprender o nome do coleguinha.

02 - Matemática - Para trabalhar matemática nada melhor do que esta dica aqui, faça o tabuleiro com papel colado no EVA ou papelão pintado. Os alunos irão relacionar o números dos prendedores com os números do tabuleiro. Para alunos maiores pode-se usar esta dica para trabalhar multiplicação, adição, subtração... 

Outra dica...

Outra sugestão... para relacionar, contar... aqui, os prendedores de madeira com números foram trocados por prendedores de plásticos coloridos, cada tabuleiro tem um número... gostei!

03 - Cores - Aqui vamos fazer uma aquarela com as cores a serem trabalhadas.. cada prendedor vai ser pintado com as cores da aquarela e a turminha vai relacionar... muito gostoso e fácil de fazer!
Tem alguma dica? Mande pra gente!!! Amo! ♥

Posted: 13 Mar 2015 07:43 AM PDT
Oi gente! 

Esta atividade faz parte do projeto de educação infantil para trabalhar com espelho... Vamos dividir aqui com vocês algumas dicas para trabalhar a identidade com a turma pequena. Os espelhos são muito importantes nesse processo e devem estar presente em sala de aula. É comum ver bebês que passam e voltam, só para se ver — é uma maneira de a criança conhecer-se e enxergar-se como membro do grupo.
  1. Caixa do Reconhecimento - Em uma caixa de sapato, coloque um espelho e feche. Faça uma rodinha com seus alunos, fale sobre todas as pessoas que trabalham na escola, explique a função de todas, diretor, professor, secretária, serviços gerais, porteiro... e inclua ALUNOS. Depois da apresentação de todos, você diz que dentro daquela caixa, está a foto da pessoa mais importante da escola. Diga que vai mostrar a foto para todos, um por um e peça que ele não fale para nenhum amigo da sala. Então você mostra a todos a caixa e claro, que ele vai se ver no espelho... Diga que aquela pessoa é a mais importante da escola. Vá até o último aluno e feche a caixa. Observe cada reação deles, e por fim elabore algumas perguntas sobre o que eles viram, se eles concordam... Essa aula irá trabalhar a AUTO-ESTIMA de seus alunos. 
  2. Contação de histórias - Sente-se com a turma em roda, no chão, próximos ao espelho fixo da sala. Quando aparecer na história gestos ou movimentos corporais que você considere significativos (por exemplo, o personagem colocou a mão na cabeça), peça às crianças para imitar a cena, olhando-se no espelho. Essa atividade também pode ser realizada fora da sala com um espelho móvel.
  3. Trabalhando a diversidade - Peça para as crianças ficarem em frente ao espelho e se observarem. Pergunte; "o seu cabelo é da mesma cor que o do seu coleguinha?", "Onde está a sua sobrancelha?", "Quem é mais alto?" etc.
  4. Expressões faciais - De frente para o espelho, peça aos alunos para fazerem uma cara feliz, triste, de dor, brava etc. Você pode mostrar cartazes com diversas fisionomias para que as crianças imitem.
  5. Faz de conta Disponibilize fantasias, acessórios (chapéus, bijuterias, óculos etc.) e maquiagem e deixe as crianças explorarem a autoimagem livremente, inclusive utilizando o espelho como recurso.
  6. Desenhando no espelho - Desenhe acessórios com tinta guache no espelho, como chapéus, coroa de rei ou de princesa etc. e depois permita que as crianças brinquem de "vestir" esses elementos. "Uma vez, a professora estava trabalhando o tema cinema, e desenhou o chapéu e a bengala do Chaplin", lembra Júlia Araújo, da Estilo de Aprender. Com turmas de crianças mais velhas, proponha que elas mesmas desenhem roupas, acessórios e partes do corpo, como bigode por exemplo, e depois brinquem.
  7. Auto retrato - Essa atividade pode ser realizada a partir dos 3 anos. Distribua pequenos espelhos, um para cada criança, e peça para se olharem percebendo os detalhes do seu rosto. Depois, devem transpor esses detalhes para o desenho. 
Posted: 13 Mar 2015 07:42 AM PDT
Oi!!!

Estou partilhando com vocês um modelo 'padrão' de planejamento para a turminha do maternal. É importante lembrar que este é somente um guia, você pode adaptar de acordo com sua escola e sua turma ou montar seu próprio planejamento. 
OBJETIVOS GERAIS
  • Desenvolver os movimentos amplos: saltar, pular, andar.
  • Desenvolver os movimentos finos que envolvam as mãos, adquirindo controle e expressão gráfica com a progressão de exercícios que irão auxiliar no futuro aprendizado da escrita e da leitura.
  • Desenvolver estímulos sonoros e auditivos através de operações concretas.
  • Ampliar vocabulário e linguagem como meio de comunicação, desenvolvendo a imaginação, criatividade, organização de idéias.
  • Identificação do nome próprio.
  • Identificação das letras do nome próprio.
  • Identificação das vogais.
CONTEÚDO
  • Coordenação Motora Ampla.
  • Coordenação Motora Fina.
  • Discriminação Auditiva e Visual.
  • Expressão Oral (histórias, contos, músicas, teatro, etc).
  • Estudo do nome próprio.
  • Estudo das letras do nome próprio.
  • Apresentação das vogais.
ESTRATÉGIA
  • Através de jogos, brincadeiras e atividades lúdicas envolvendo operações concretas.
  • Através de materiais pedagógicos, sucatas, brincadeiras, jogos e atividades visomanuais concretas (pinturas, desenhos, etc).
  • Utilização de recursos audiovisuais como: músicas, histórias, parlendas vídeo, CD, figuras, rótulos, livros, portadores de textos, etc.
  • Leituras, interpretações, cantos, conversas, brincadeiras, jogos, recursos audiovisuais, livros, materiais pedagógicos, etc.
  • Apresentação de crachás, fichas, cartazes, desenhos, jogos e brincadeiras, etc.
  • Fichas cartazes, desenhos, materiais pedagógicos, jogos e brincadeiras.
  • Materiais pedagógicos, brincadeiras, atividades visomanuais concretas, etc.
AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança, no desempenho de suas atividades, no desenvolvimento da atenção, interesse assimilação e aprendizagem. O instrumento de avaliação será uma ficha de avaliação, que entregaremos aos pais durante as Reuniões.

OBSERVAÇÕES
CARACTERÍSTICAS: Aproximadamente 2 a 3 anos
  • Egocentrismo.
  • Descobertas: tato, movimentos, formas, pessoas, texturas, reprodução de sons, andar, comunicação, etc.
  • Coordenação Motora: abrir, fechar, empilhar, encaixar, puxar, empurrar, etc.
  • Fantasia, Invenção e Representação (imitação de situações conhecidas: escolinha, casinha).
  • Criatividade
TIPOS DE BRINCADEIRAS
  • Brincadeiras referentes à educação sensório-motora (sentir/executar).
  • Exploração, canto, perguntas e respostas, esconder.
  • Brincadeiras sem regras.
  • Brincadeiras com poucas regras simples.
  • Utilização das formas básicas de movimentos (andar, correr, saltar, rolar, etc).
  • Estimulação e motivação.
  • Atividades lúdicas.

MATEMÁTICA - OBJETIVO
  • Introduzir o raciocínio lógico, através de suas estruturas.
  • Desenvolver a lateralidade através de estímulos, motivações e atividades de coordenação.
  • Desenvolver a capacidade de situar cronologicamente os fatos para organizar seu tempo e suas ações, orientando-se também no espaço.
  • Desenvolver coordenação motora através de atividades lúdicas, concretas, pedagógicas e visomanuais.
  • Reconhecer e discriminar estímulos visuais, interpretando-os e associando-os.
  • Reproduzir seqüências e seriações, ex: ordenar objetos do mais alto para o mais baixo.
  • Reconhecer e discriminar numerais. Desenvolver contagem de 1 até 10.
CONTEÚDO
  • Estruturas lógicas: discriminação – comparação – identificação – cor – forma – tamanho – conjuntos – quantidade.
  • Conceito de lateralidade.
  • Orientação Temporal Espacial: antes/depois, atrás/na frente/no meio/entre, aberto/fechado, na frente/de costas, em cima/embaixo, em pé/deitado/sentado, longe/perto, direita/esquerda.
  • Coordenação Motora.
  • discriminação audiovisual.
  • Seqüência e seriação.
  • Numeração:
  • - Números de 1 à 5
  • - Contagem de 1 à 10
ESTRATÉGIA
  • Utilização de materiais pedagógicos, sucatas, figuras, livros, jogos, brincadeiras.
  • Brincadeiras lúdicas, materiais pedagógicos, atividades audiovisuais.
  • Através do uso de materiais concretos, materiais pedagógicos, jogos e brincadeiras, registro de atividades.
  • Jogos, brincadeiras, músicas, atividades lúdicas, materiais pedagógicos, registro de atividades.
  • Recursos Audiovisuais: rádio, CD, TV, vídeo, músicas, histórias, cartazes, fichas.
  • Cartazes, fichas, jogos, brincadeiras, materiais pedagógicos, atividades lúdicas e de registro.
  • Materiais pedagógicos e concretos, jogos, brincadeiras, cartazes, fichas, desenhos, etc.

AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança, no desempenho de suas atividades, no desenvolvimento da atenção, interesse assimilação e aprendizagem. O instrumento de avaliação será uma ficha de avaliação, que entregaremos aos pais durante as Reuniões.

OBSERVAÇÕES
  • Devemos desenvolver na criança a capacidade de pensar logicamente.
  • Trabalhar problemas relacionados ao seu cotidiano para melhor entendimento do meio em que vive.
  • A Matemática pode ser considerada uma linguagem simbólica que expressa relações espaciais e de quantidade. Sua função é pois, desenvolver o “pensamento”.
  • A medida que brinca com formas, com quebra-cabeças e com caixas que cabem dentro de caixas, a criança adquire uma noção do conceito pré-simbólico de tamanho, número e forma. Ao enfiar contas em um barbante ou colar figuras, adquire a noção de seqüência e de ordem. E quando utiliza as palavras “não cabe” e “acabou”, vai adquirindo a noção de quantidade.
“Esse trabalho deve se muito concreto, baseado no manuseio de materiais. Isso permito que as crianças se famialiarizem mais facilmente com os conceitos matemáticos.”

ESTUDOS SOCIAIS - OBJETIVO
  • Estimular o conhecimento da história Brasileira, através das Datas Comemorativas.
  • Desenvolver noção de hoje, ontem e amanhã, bem com o dia, a noite a relação com espaço/tempo.
  • Identificar, nomear e reconhecer a família e sua importância.
  • Estimulação do meio ambiente físico.
CONTEÚDO
  • Datas Comemorativas: Carnaval, Outono, Páscoa, Dia do Índio, Dia das Mães, Festa Junina, Dia dos Pais, Folclore, Independência, Inverno, Dia dos Animais, Dia das Crianças, Dia dos Professores, Proclamação da República, Primavera, Dia da Árvore, Natal e outros.
  • Calendário (relação espaço tempo).
  • Família.
  • Escola (ambiente/colegas).
ESTRATÉGIA
  • Contar histórias sobre o significado das Datas Comemorativas e a produção de lembrancinhas que traduzam a data em questão.
  • Produção de Calendário e exercício do mesmo ao iniciar a aula (manhã e tarde), e aniversários das crianças.
  • Nomeação, explicação e cartazes, através de estimulação de situação problema que envolva o conceito família.
  • Jogos e brincadeiras que explorem o ambiente e colegas.
AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora. O instrumento de avaliação é uma ficha de observações que será entregue aos pais todo Bimestre.

CIÊNCIAS - OBJETIVO
  • Desenvolver capacidade de auto-higiene corporal.
  • Identificar, reconhecer, localizar e nomear partes do próprio corpo.
  • Estimulação dos 5 sentidos.
  • Estimular o cuidado com a natureza.
  • Nomear e reconhecer diferentes animais.
  • Discriminação entre liso e áspero.
  • Apresentação de diferentes alimentos, diferenciando de doce e salgados.
CONTEÚDO
  • Higiene Corporal (mãos, dentes, uso do banheiro).
  • Esquema corporal.
  • Órgãos dos sentido: olhos (discriminação visual), ouvidos (discriminação auditiva), tato, olfato e paladar.
  • Horticultura e jardinagem.
  • Animais.
  • Texturas (liso e áspero).
  • Alimentos.
ESTRATÉGIA
  • Incentivar o lavar as mãos, escovar os dentes e ir ao banheiro sozinho, sempre que necessário, através de músicas e histórias que despertem o interesse das crianças.
  • Utilizando quebra-cabeça, músicas, figuras, bonecas e nomeação que desenvolvam o reconhecimento do corpo humano.
  • Exercícios, atividades e jogos que desenvolvam a visão, audição, tato e gustação.
  • Plantação de mudas e flores.
  • Através de figuras, desenhos, gestos musicais e histórias.
  • Através de objetos que mostrem tais diferenças, estimulando jogos e atividades.
  • Apresentação de alimentos.
AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora. O instrumento de avaliação é uma ficha de observações que será entregue aos pais todo Bimestre.

ARTES - OBJETIVO
  • Incentivar e desenvolver o hábito de desenho, estimulando assim a fantasia da criança.
  • Estimulação de confecção de brinquedos através da sucata.
  • Estimular a coordenação da criança e a criatividade com o uso da argila e massinha.
CONTEÚDO
  • Artes: desenho livre e pintura.
  • Sucata.
  • Argila e massinha.
ESTRATÉGIA
  • Utilização de lápis, pincéis, cola com muito incentivo, estimulando a criança através de elogios.
  • Material de sucata e criatividade do professor.
  • Apresentação de argila e massinha.
AVALIAÇÃO
Avaliação será contínua, através da observação diária da criança no desempenho de suas atividades, no relacionamento com os colegas e com a professora. O instrumento de avaliação é uma ficha de observações que será entregue aos pais todo Bimestre.

OBJETIVOS SÓCIO-EMOCIONAIS
  • Desenvolve hábitos de asseio: pedir para ir ao banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc.
  • Habitua-lo a usar os clichês sociais. Exemplo: Por favor, muito obrigado, com licença, etc.
  • Permitir que a criança seja independente.
  • Deixa-la explorar ao máximo os objetos e brinquedos.
  • Levar a criança a brincar com os outros do grupo.
  • Fazer com que a criança não fixe em um único colega.
  • Mantê-la ocupada.
  • Levar a criança a participar das atividades de grupo.
Posted: 13 Mar 2015 07:39 AM PDT
Oie!

A proposta apresentada nesta postagem é para fazer marionetes ou fantoches usando... caixas de leite! Gosto de explorar o tema da reciclagem porque além de barato, é também educativo, pois é um gancho para falarmos sobre a preservação do meio ambiente com a turma. 
Para fazer as marionetes com caixa de leite, você só vai precisar lavar bem a caixa, encapar com papel colorido e depois fazer os detalhes do rosto, mãos, pés e cabelo. Para o pés foram utilizadas caixas menores. Decore com papéis, linhas, lãs, feltro, cordões... Depois cole o cordão e as varas para brincar.

A mesma sugestão pode ser aplicada para fazer fantoches...
Mais uma dica, aqui uma família inteira de fantoches foram construídos pelos alunos para contar histórias, criar personagens e brincar. Vamos fazer?
Até mais!
Posted: 13 Mar 2015 07:36 AM PDT
Oi gente!

Estou aqui para compartilhar com vocês mais um projeto para trabalhar identidade com a turma... este projeto tem por objetivo:familiarizar-se com a imagem do corpo, trabalhar imitações, gestos e expressões e construir a identidade.
Tempo estimado 
De 15 a 20 minutos por dia. 

Material necessário 
Dois espelhos grandes (de preferência presos à parede), cartazetes com fotos de diferentes expressões faciais retiradas de revistas ou da internet, aparelho de som, fantasias, bijuterias, chapéus, maquiagem infantil e colchonete.

Flexibilização
Para crianças com deficiência visual
Tocar as diferentes partes do corpo é muito importante para a criança com deficiência visual. Descreva os gestos feitos pelas outras crianças e, nas primeiras vezes, ajude a criança a imitar. Você também pode ampliar o tempo de realização das atividades propostas, permitindo que a criança toque nos colegas. O estímulo auditivo também é fundamental. Músicas, barulhos e comandos sonoros podem ajudar. Na atividade das caretas, você pode trabalhar com sons (todo mundo faz barulho de riso, todo mundo imita choro). Oferecer um espaço adequado para que esta criança também possa desenvolver a sua mobilidade é outra ação fundamental. Organize os cantos da creche de modo que o bebê possa explorar os espaços e localizar-se no ambiente, garantindo a sua progressiva autonomia. 

Desenvolvimento 
Todas as atividades devem ser feitas em frente aos espelhos, sempre estimulando a observação. 

Atividade 1 
Incentive os pequenos a observar a própria imagem. Peça que eles toquem diferentes partes do corpo. Proponha brincadeiras como balançar os cabelos, levantar os ombros e cruzar os braços. Estimule-os a imitar os gestos dos colegas: Vejam a careta do João! Vamos fazer igual? 

Atividade 2 
Coloque músicas do cancioneiro popular (Caranguejo Não É Peixe, Cabeça, Ombro, Perna e Pé etc.) que abordem partes do corpo ou sugiram movimentos. O objetivo é se aventurar em novos gestos e imitar os colegas. 

Atividade 3 
Proponha agora a brincadeira seu-mestre-mandou. Com todos em pé, dê os comandos: Cruzar as pernas!, Ajoelhar-se! A cada posição, estimule-os a se observar e testar possibilidades de movimento. 

Atividade 4 
Para brincar com expressões faciais, mostre cartazetes com diversas fisionomias. Depois, sugira que a garotada faça caretas variadas. 

Atividade 5 
Hora do faz-de-conta: sugira que cada um escolha se quer brincar de casinha, fantasiar-se ou maquiar-se. Ofereça novas possibilidades de acessórios e de brincadeiras. 

Avaliação 
Observe se houve concentração, interação com o espelho e com os colegas e exploração dos gestos e materiais. Sempre que possível, repita a seqüência com outras propostas e brincadeiras.

Da Nova Escola.
Posted: 13 Mar 2015 07:34 AM PDT
Oi gente!!!

Ao usar trabalhos manuais com as criancinhas você deve procurar deixá-las experimentar fazerem suas tarefas sozinhas, mas sem forçá-las. Observe-as naturalmente, pois gostam de colocar tudo na boca. 
Não espere delas grandes resultados logo no início. Quanto mais elas trabalharem sozinhas, mais criativas serão. Cada uma delas possui um ritmo próprio para realizar suas tarefas. Postei aqui 25 super dicas que podem ser desenvolvidas nas aulinhas e que vão te ajudar muito! Confira!
  1. Locais para aventuras com bebês - São muitos os meios de se proporcionar aventuras para bebês que estão engatinhando. Exemplo: Túnel para bebês: feito com papelões grandes, diferentes bolas e almofadas, bóias, animais de plástico para soprar, “João Bobo”, balões de ar, colchas, etc. Veja que legal: Faça você mesma de papelão esta linda caixapra turminha entrar dentro!!! As crianças nesta idade adoram entrar em caixas, esconder-se e depois aparecer... Na primeira vez deixe as próprias crianças experimentarem as possibilidades de brincar com os materiais ao seu dispor. Quando elas não souberem o que fazer, mostre-as antes como podem brincar. Engatinhar dentro do túnel, brincar com os balões, construir torres com os travesseiros e almofadas, etc.No início esse material todo é naturalmente excessivo. Talvez seja melhor começar apenas com os papelões por no máximo uma hora e no próximo instante com os balões, etc.
  2. Crianças em movimento - As crianças podem fazer ginástica sobre colchões ou colchas estendidas no chão ao som de uma agradável musiquinha. (Existem músicas infantis que falam sobre movimento- mexer a cabeça, as mãos, os pés, etc.) 
  3. Piscinas para bebês - Para cada grupo de crianças é bom que se tenha aproximadamente duas piscinas de borracha ou plástico. Você pode enchê-las com balões, jornais (você vai ver que logos elas irão rasgá-los entusiasmadamente). O algodão serve também para encher a piscina. Folhas de papel manteiga fazem também ruídos maravilhosos quando são amarrotados.Outra ideia: encha também com folhas secas, palha, etc.No verão as piscinas podem ficar fora e ser enchidas com um pouquinho d’água. 
  4. Piscina no Verão - Então ponha dentro dela copos de iogurte limpos e vazios, colheres de plástico, forminhas (daquelas de brincar na areia) e vasilhas. Deixe as crianças brincarem e experimentarem os materiais.
  5. Instrumentos feitos em casa - Latas, lixeiras, tampas, podem servir de instrumentos musicais de percussão (tambores). As crianças poderão bater nos mesmo produzindo ritmo e som utilizando colheres, pauzinhos ou mesmo as próprias mãos. Forme uma bandinha ritímica, elas vão gostar!
  6. Mascote - Confeccionar um bichinho ou boneco de estimação para a turminha (mascote), trabalha-se a socialização e a afetividade. Use para isto TNT que fica mais em conta.
  7. História com Avental - Contar histórias com um avental e ir acrescentando personagens a esta história que poderão ser feitos de E.V.A ou outros materiais...
  8. Enchendo objetos - Ponha à disposição das crianças diversas latinhas, copos de iogurte, cartolinas, garrafas plásticas. Encha-as com areia e no verão, ao ar livre, com água. Quando você começar a encher um dos objetos verá que as crianças irão começar a fazer o mesmo. 
  9. Formas Geométricas improvisadas - Cortes caixas de sabão em pó, de sapatos ou outros tipos de caixas de papelão em diferente formas de aberturas. Por exemplo: círculos, quadrados, triângulos, fendas, etc. Dê às crianças rolhas de cortiça, bloquinhos de madeira, pedaços de papelão grossos e deixe que elas os botem dentro das caixas. No entanto tenha cuidado para que não levem o material para sua boca, atenção para que não os engulam) 
  10. Rolinhos de papel higiênico - Ponha perto delas um par de rolo papel higiênico vazio ou rolo de papel de cozinha. Elas poderão brincar de rolar, apertá-los, rasgá-los e movimentá-los com os pés. 
  11. Colagem com Botões ou pérolas - A colagem de botões e pérolas é uma atividade que pode ser realizada, mas muito cuidado para que elas não os levem à boca e os engulam ou os coloquem no nariz ou ouvido. 
  12. Colagem sobre tábuas - Cole papel, papel alumínio, tecidos, algodão, botões ou rolhas de cortiça sobre 2 tábuas, fazendo assim dois painéis. As crianças pequenas gostarão de passar a mão sobre ela, explorando com o tato diferentes texturas. Quanto às crianças maiores, estas poderão brincar de identificar as diferenças existentes entre os dois quadros. Por exemplo: um possui dois tecidos o outro apenas um. 
  13. Vamos encher??? Com um recipiente plástico daqueles que se guarda filme, copos de plástico você pode fazer chocalhos. É só enchê-los com feijões, milho seco, arroz, sininhos, pedrinhas, etc. Tenha cuidado para fechá-los e vedá-los bem para que não ocorra nenhum acidente. 
  14. Caixas de papelão - Com as caixas grandes : Pintar com tinta de dedo, deixando-a secar. Cortar uma porta ou janela. As crianças poderão fazer delas cabanas para brincar dentro. Com as caixas menores: por exemplo caixa de ovos- as crianças poderão fazer lembrancinhas de ovos de Páscoa assim como fazer estrelinhas de Natal. Se elas são muito pequenas e não trabalham com tesoura, podem fazer pintura a dedo. Não se esqueça de por-lhes aventais e protegerem o local em que elas trabalham com jornais ou plastico. 
  15. Brincando de carrinho - Faça carrinhos com cartolina, caixa de sabão em pó ou de sapatos. Adapte rodinhas feitas de carretéis ou rolo de papel higiênico. Elas gostam de puxar carrinhos ou empurrá-los. 
  16. Afeto e Massagem - As crianças sente cócegas ao sentirem o toque de uma pena, uma toalha macia, pincel ou algodão. Algumas bolas de borracha com textura semelhante a ouriço servem como massagem. 
  17. Organize-se! - Deixe que as crianças joguem bolas de papel, de algodão, bolas de espuma dentro de um caixote. Quanto as bolas estiverem dentro cante com elas uma musiquinha e torne a retirar as bolas de dentro do caixote. E depois cante de novo e peça que as crianças auxiliarem você a guardar as bolas. 
  18. Folhas de papel alumínio - Pregue várias folhas lisas de papel alumínio no piso. As crianças pequeninas irão engatinhar sobre elas e ficarão admiradas de poderem ver seu próprio reflexo como se o chão fosse um espelho. 
  19. Pintura sobre papel grosso - Pintar sobre papéis grossos, utilizando-se de vários tipos de pincéis, esponjas, chumaço de algodão preso num palito ou num lápis, ou então, usar frascos de desodorante vazios, do tipo spray, que cheios de tinta servirão para espirrar no papel preso numa parede ou num cavalete. 
  20. Rasgar e Colar - Colar restos de tecidos que devem ter sido cortados com antecipação em diferentes tamanhos. A colagem de fios de lã exige um pouquinho mais de habilidade manual das crianças, que precisam manipular com atenção seus dedos. 
  21. Lanternas de mesa - Para isso você vai precisar de vidros vazios de compotas de doces ou copos de vidro infantis. As crianças devem rasgar pequenos pedacinhos de papéis transparentes e colá-los sobre o vidro. Viram bonitinhas lanternas de mesa que poderão ser oferecidas aos pais em dias de festa ou de Natal. (as lanternas de mesa são vidros abertos que dentro coloca-se uma vela pequenina).
  22. Cola com areia - A areia pode ser misturada à cola . Deposite essa mistura em um recipiente que se pode fechar e aproveite-a para trabalhos manuais, por exemplo, cole-a juntamente com conchinhas do mar e pedrinhas formando um bonito painel. 
  23. Brincando com palha - Cortar um ramo de palhas e com a ajuda de um cordão, forme um colar. É só enrolar esse cordão em volta do ramo de palhas. 
  24. Corrente de castanhas ou canudinhos - Colecione cascas de Castanha ou de nozes. Fazendo-se pequenos furinhos em suas extremidades e inserindo um fio entre elas formando elos, você criará uma corrente parecida com uma cobrinha para as criancinhas brincarem. Você também pode cortar vários canudinhos em pedaço pequenos e enfiar num cordão e fazer colares e pulseiras, trabalhe a coordenação motora...
  25. Garrafa Pet - Encha várias garrafas pet, mas não completamente com água, detergente e anilina de várias cores, dá um efeito super colorido!!! Outra opção seria encher com sementes variadas e anilina (sagu, feijão, arroz) para balançar, fazer barulho e brincar. Você pode também enrolar várias bolinhas de papel crepom de várias cores e colocar na garrafa junto com um pouco de sagu.
Postar um comentário