terça-feira, 13 de outubro de 2009

A Família Lessa


Nossa família traz suas origens dos imperadores de Constantinopla, donde passou para a Ilha de Córsega e nela tem senhorios. Passou depois a Espanha onde foi pessoa muito distinta. D. Matheus de Vasques Leça, Cônego da santa Igreja de Sevilha.
O brasão tem: suas armas o escudo esquartelado; o primeiro quartel de vermelho e o segundo de verde, e assim os contrários, e sobre todos eles um castelo de prata com uma águia negra de duas cabeças. Sobre a torre do meio, que só lhe aparece a metade, coroada de ouro, e junto à porta do castelo, um leão de ouro; orla de ouro com cinco escudetes de vermelho, tendo cada uma coluna de prata coroada de ouro. Timbre: Um anjo vestido de prata com um lábaro de ouro na mão esquerda e nele uma fita com esta legenda: in hoc signo victor eris, cuja tradução é: “por este sinal serás um vencedor”

A dificuldade que se tem de se saber a origem da família Leça ou Lessa, se dá por se tratar de uma origem muito remota. Tem-se o conhecimento de que ela surgiu no Império de Constantino, na poderosa Constantinopla, atual Stambul. Os Leças (ssas) estavam entre a classe dominante desse império com cargos honoríficos e de chefia, por serem pessoas instruídas e distintas. De lá essa família se espalhou pelo mundo através da Ilha de Córsega para a Espanha. Um dos mais ilustres dessa família foi o Conde D. Matheus de Vasques Leça, Cônego da santa igreja de Sevilha, Espanha. Da Espanha passou para Portugal. Um de seus membros mais ilustre já aqui no Brasil, foi o Elói Bicudo Varela Leça que foi agraciado pelo imperador do Brasil, D.Pedro II com o título de Barão da Corte Portuguesa e muitos depois dele sucessivamente ganharam outros títulos e esses ilustres ficaram conhecidos como Barões de Lessa, então foi a partir daí, que os descendentes destes barões receberam o sobrenome com a grafia modificada por causa dos títulos recebidos e também devido a registros de imigração. (veja no site: http://genealogia.netopia.pt/titul.php? id=13934), isso explica o maior número dessa família no Brasil ser escrita com duplo “S”, contudo, apesar de em menor número, os Leças com “ç” são descendentes diretos daqueles ilustres cidadãos espanhóis que também contribuíram para a colonização (embora em menor número) do Brasil.
Isto significa que não importa a forma de como se escreva o sobrenome, seja Leça ou Lessa, o relevante nisso é que tem a mesma origem. É uma família conhecida no Mundo inteiro, onde pontes, ruas, avenidas, rios (rio Leça em Portugal) vilarejos receberam esse nome. Tem-se notícias de membros dessa famílias em várias partes do mundo.

Agradeço imensamente a pesquisa do Professor Rubens Lessa
Postar um comentário