segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Fulminante


O olhar firme, fixo e manso;
tão iluminados que parecem dois faróis
a iluminar os meus caminhos.

Que segredos escondem aqueles olhos?
Paixão, emoção ou encanto?
A tua existência me faz criança, leve..esperança!

Como seriam os últimos dias sem a tua presença, sem a tua presença,
sem a tua certeza?
Cumpliciade e admiração,
coisas difíceis de sentir!

Mas, quando se ama, a fragilidade da alma é desperta, acalma!
Foi fulminante como um raio...
Cai em direção ao chão;
Totalmente indefesa e firme no coração!

HOMENAGEM AO SOCIÓLOGO
CARLOS MARTINS

Copyright: proibir a cópia, reprodução, distribuição, exibição, criação de obras derivadas e uso comercial sem a sua prévia permissão.
A proteção anticópia é ativada
Postar um comentário