domingo, 5 de outubro de 2014

Primavera - Lembrancinhas

Posted: 17 Sep 2014 08:59 AM PDT

Dica para fazer lembrancinhas para a primavera com corações de papel e palitos de picolé. Sugestão simples e fácil de fazer, com moldes.


Estamos postando mais uma ideia para quem trabalha com crianças pequenas... Esta sugestão é simples de fazer, e pode ser feita juntamente com a turminha... super fácil!

De que vamos precisar? Papel verde e vermelho e palitos de picolé.
lembrancinhas flores de papel


 Como que faz? Pra fazer basta riscar o molde 4x no papel vermelho e 2x no papel verde. Depois é só colar no palito e desenhar um rostinho na flor. Se quiser acrescentar um cartãozinho é uma ótima ideia!
Beijoquinhas!
Posted: 17 Sep 2014 08:54 AM PDT

Dica para fazer atividade ou lembrancinhas de primavera usando forminhas de doces ou de cupcake. A sugestão é muito fácil e ótima para ser aplicada com turmas do maternal.

Oi gente! Vamos mostrar aqui como fazer mais uma linda atividade na primavera com sua turma. Você pode usar papel ou EVA para complementar a dica e fazer o gramado, tronco e sol. Ou também pode usar outros materiais como pratos de papel, copos descartáveis ou outro de sua preferência.
A dica é ótima para fazer lembrancinhas, atividades e painéis. O miolo das flores foi feito com bolinhas de papel crepom. Muito fácil!Dica daqui. Outra ideia muito criativa com forminhas e palito de picolé.
Já volto!
Posted: 17 Sep 2014 08:40 AM PDT
Oie!!!

Como temos recebido sempre muitos pedidos de atividades e dicas para quem trabalha com maternal, creche, berçário... estamos postando este conteúdo que com certeza será muito útil. Dicas daqui.
50 dicas para professoras de maternal

Aqui listamos 50 atividades que sabemos que são muito importantes. Confira abaixo e conforme sua possibilidade, adapte cada uma delas às suas aulas.
  1. Manusear livros de histórias (pano ou de plástico). Construa livros gigantes usando papelão, feltro ou EVA, com imagens coloridos que chamam a atenção dos pequenos.
    livro de feltro ou eva para maternal
    Livro de feltro do Meu Artesanato.
  2. Manusear revistas infantis... escolha revistas velhas que depois de manuseadas também podem ser rasgadas e assim, dar início a uma nova atividade.
  3. Histórias à vista das gravuras do livro (histórias pequenas).
  4. Histórias contadas pelo educador com o apoio de fantoches e dedoches. Estes fantoches e dedoches podem ser facilmente feitos por você usando garrafas pet, caixas de leite e outros materiais reciclados. Aprenda a fazer aqui.
    fantoches feitos com reciclagem de caixa de leite
  5. Fazer o reconto das histórias lidas (professor).
  6. Apresentar papéis de diferentes texturas para a criança amassar, rasgar, embolar.
  7. Colocar o nome da criança em tamanho grande e bem colorido, mostrar a cada um o seu nome para que ele se familiarize. Uma boa dia é fazer o nome de cada um em papelão e depois colar texturas diferenciadas em cada um. Depois que cada um estiver bem familiarizado com seu nome, trocar entre os colegas.
  8. Oferecer lápis colorido, giz de cera, e deixa-la rabiscar livremente. 
  9. Trabalhar com tinta livremente, massinha de modelar caseira, melecas comestíveis... Veja receita de massinha comestível aqui.
  10. Cantar ou recitar parlendas, poesias, músicas ou quadras, dando estímulos para que a criança antecipe ações. Ex.: parabéns pra você. Espera-se que a criança bata palmas logo que comece a canção.
  11. Solicitar à criança que antecipe gestos e ações as atividades de rotina do dia. Ex.: Apanhar a lancheira na hora da merenda.
  12. Trabalhar cores e atividade corporal com a seguinte atividade: encha várias garrafas com papel crepom rasgado de várias cores (em cada garrafa uma cor), água e detergente. Não encha completamente. Tampe bem e chacoalhe para colorir e fazer bolhas. Você também pode uni-las com fitas coloridas para que as crianças possam rolar em cima.
  13. Ajudar o aluno a identificar objetos e figuras de pessoas conhecidas.
  14. Trabalhar diariamente os combinados com o apoio dos fantoches.
  15. Registrar a rotina no quadro.
  16. Oferecer encartes ou cartão com rótulos de produtos diversos para que a criança identifique.
  17. Brincar de empilhar e encaixar caixas vazias de embalagens diversas.
  18. Recitar parlendas, quadras ou poemas nos deslocamentos feitos na escola.
  19. Imitar sons e gestos sugeridos por um modelo.
  20. Soltar objetos dentro de uma caixa e pegar novamente.
  21. Soltar e pegar no ar sem deixar cair pena, algodão, papel picado.
  22. Empurrar caixas de vários tamanhos com os pés.
  23. Enfileirar blocos, embalagens, caixas, etc.
  24. Saltar pequenos obstáculos feitos com caixas de papelão, caixas de sapato, pneus...
  25. Bater bola no chão e agarrar em seguida.
  26. Encaixar blocos em orifícios diversos feitos com caixas de papelão e potes plásticos.
  27. Solicitar a criança em diferentes situações que atenda a ordens simples como pegar um brinquedo, ninar a boneca, pega o lápis, etc.
  28. Contar e ler histórias diariamente (pode repetir a história).
  29. Estimular à criança a lembrar atividades não rotineiras. EX.: após um passeio ou um filme assistido que nomeie as coisas que viu.
  30. Rasgar folhas de revistas e tentar unir os pedaços reconstruindo as figuras.
  31. Brincar de esconder objetos à vista da criança, solicitando em seguida que ela encontre.
  32. Brincar de dar passos grandes e pequenos, para que ela adquira as noções de dimensão espacial em relação ao próprio corpo.
  33. Oferecer cubos diversos para fazer “torres e fileiras”.
  34. Colocar as crianças em frente ao espelho, pedindo que mostre algumas partes de seu corpo. Veja aqui dicas para trabalhar com espelho.
  35. Fazê-la sentir necessidade de pedir o que deseja, dizendo o nome não apenas apontando.
  36. Pedir que diga seu próprio nome ou apelido.
  37. Oferecer jogos de encaixe diversos e deixá-la brincar livremente.
  38. Brincar com a criança de jogos de encaixar, montar, desmontar, derrubar, etc.
  39. Fornecer a variedade de materiais que estimulem os diferentes sentidos (visão audição, tato, etc.) permitindo intensa manipulação.
  40. Oferecer lápis de diferentes tipos de papel para que rabisque, não levando em conta seu tipo de expressão.
  41. Valorizá-las nas suas recém adquiridas habilidades.
  42. Assistir programas ou desenhos infantis selecionados na televisão.
  43. Incentivar o aluno a desenvolver hábitos de higiene. EX.: lavar e secas as mãos antes de se alimentar, escovar dentes, etc.
  44. Brincar de entrar dentro de caixas de papelão.
  45. Apresentar a ficha ou crachá com nome próprio e nomeá-lo para a criança.
  46. Levar a criança a imitar a voz dos personagens das histórias trabalhadas.
  47. Levar a criança a identificar figuras e objetos familiares e pessoas, inclusive a si mesma.
  48. Incentivar a criança a destampar caixas diversas, para procurar o que tem dentro.
  49. Brincar com a criança associando o som ao conceito do objeto. EX.: Miau para o gato, piu piu para o pintinho, e au au para o cachorro, etc.
  50. Brincar e desenvolver atividades corporais com túneis de caixa de papelão, pneus e outros materiais.
Posted: 17 Sep 2014 08:29 AM PDT
Olá gente!!!

Passei hoje aqui pra deixar um recado para os professores de berçário, vocês vão amar esta dica. Já pensou em fazer um Curso de Berçarista? A boa notícia é... nosso Curso já está disponível!!! 

No Curso de Berçarista você aprenderá qual é a rotina de trabalho no Berçário, os principais cuidados necessários, as brincadeiras e o que é necessário para ter sucesso nesta profissão tão gratificante.
Você sabia??? O avanço das mulheres no Mercado de Trabalho trouxe a necessidade de um espaço seguro e confiável, onde os filhos possam ficar enquanto suas mães trabalham. A figura da mãe dedicada exclusivamente a cuidar da casa e dos filhos é cada vez mais rara na sociedade atual. 

Cada vez mais cedo as crianças frequentam espaços escolares, tanto pela segurança que os pais sentem em deixá-las aos cuidados de profissionais, quanto pela grande oportunidade de aprendizado e vivência que estes espaços oferecem.

Apesar do grande crescimento desta área nos últimos anos, faltam profissionais qualificados para atuar como Berçaristas. Já pensou em se atualizar nesta área? Se você gosta de trabalhar com crianças, esta é a sua chance, nosso Curso de Berçarista vai auxiliá-lo a ingressar neste mercado de trabalho promissor.

Ao final do Curso você estará pronto(a) para:

Interagir e passar confiança aos pais;
Desenvolver atividades divertidas e lúdicas para as crianças;
Lidar com os imprevistos que podem ocorrer em um berçário.

O curso é feito de forma totalmente online, por meio de vídeo-aulas interativas, com tutores disponíveis para tirar dúvidas. Ao final, receba o Certificado de Conclusão em Casa, sem custo adicional.


Posted: 17 Sep 2014 08:27 AM PDT
Oi gente!!!

Ao usar trabalhos manuais com as criancinhas você deve procurar deixá-las experimentar fazerem suas tarefas sozinhas, mas sem forçá-las. Observe-as naturalmente, pois gostam de colocar tudo na boca. 
Não espere delas grandes resultados logo no início. Quanto mais elas trabalharem sozinhas, mais criativas serão. Cada uma delas possui um ritmo próprio para realizar suas tarefas. Postei aqui 25 super dicas que podem ser desenvolvidas nas aulinhas e que vão te ajudar muito! Confira!
  1. Locais para aventuras com bebês - São muitos os meios de se proporcionar aventuras para bebês que estão engatinhando. Exemplo: Túnel para bebês: feito com papelões grandes, diferentes bolas e almofadas, bóias, animais de plástico para soprar, “João Bobo”, balões de ar, colchas, etc. Veja que legal: Faça você mesma de papelão esta linda caixapra turminha entrar dentro!!! As crianças nesta idade adoram entrar em caixas, esconder-se e depois aparecer... Na primeira vez deixe as próprias crianças experimentarem as possibilidades de brincar com os materiais ao seu dispor. Quando elas não souberem o que fazer, mostre-as antes como podem brincar. Engatinhar dentro do túnel, brincar com os balões, construir torres com os travesseiros e almofadas, etc.No início esse material todo é naturalmente excessivo. Talvez seja melhor começar apenas com os papelões por no máximo uma hora e no próximo instante com os balões, etc.
  2. Crianças em movimento - As crianças podem fazer ginástica sobre colchões ou colchas estendidas no chão ao som de uma agradável musiquinha. (Existem músicas infantis que falam sobre movimento- mexer a cabeça, as mãos, os pés, etc.) 
  3. Piscinas para bebês - Para cada grupo de crianças é bom que se tenha aproximadamente duas piscinas de borracha ou plástico. Você pode enchê-las com balões, jornais (você vai ver que logos elas irão rasgá-los entusiasmadamente). O algodão serve também para encher a piscina. Folhas de papel manteiga fazem também ruídos maravilhosos quando são amarrotados.Outra ideia: encha também com folhas secas, palha, etc.No verão as piscinas podem ficar fora e ser enchidas com um pouquinho d’água. 
  4. Piscina no Verão - Então ponha dentro dela copos de iogurte limpos e vazios, colheres de plástico, forminhas (daquelas de brincar na areia) e vasilhas. Deixe as crianças brincarem e experimentarem os materiais.
  5. Instrumentos feitos em casa - Latas, lixeiras, tampas, podem servir de instrumentos musicais de percussão (tambores). As crianças poderão bater nos mesmo produzindo ritmo e som utilizando colheres, pauzinhos ou mesmo as próprias mãos. Forme uma bandinha ritímica, elas vão gostar!
  6. Mascote - Confeccionar um bichinho ou boneco de estimação para a turminha (mascote), trabalha-se a socialização e a afetividade. Use para isto TNT que fica mais em conta.
  7. História com Avental - Contar histórias com um avental e ir acrescentando personagens a esta história que poderão ser feitos de E.V.A ou outros materiais...
  8. Enchendo objetos - Ponha à disposição das crianças diversas latinhas, copos de iogurte, cartolinas, garrafas plásticas. Encha-as com areia e no verão, ao ar livre, com água. Quando você começar a encher um dos objetos verá que as crianças irão começar a fazer o mesmo. 
  9. Formas Geométricas improvisadas - Cortes caixas de sabão em pó, de sapatos ou outros tipos de caixas de papelão em diferente formas de aberturas. Por exemplo: círculos, quadrados, triângulos, fendas, etc. Dê às crianças rolhas de cortiça, bloquinhos de madeira, pedaços de papelão grossos e deixe que elas os botem dentro das caixas. No entanto tenha cuidado para que não levem o material para sua boca, atenção para que não os engulam) 
  10. Rolinhos de papel higiênico - Ponha perto delas um par de rolo papel higiênico vazio ou rolo de papel de cozinha. Elas poderão brincar de rolar, apertá-los, rasgá-los e movimentá-los com os pés. 
  11. Colagem com Botões ou pérolas - A colagem de botões e pérolas é uma atividade que pode ser realizada, mas muito cuidado para que elas não os levem à boca e os engulam ou os coloquem no nariz ou ouvido. 
  12. Colagem sobre tábuas - Cole papel, papel alumínio, tecidos, algodão, botões ou rolhas de cortiça sobre 2 tábuas, fazendo assim dois painéis. As crianças pequenas gostarão de passar a mão sobre ela, explorando com o tato diferentes texturas. Quanto às crianças maiores, estas poderão brincar de identificar as diferenças existentes entre os dois quadros. Por exemplo: um possui dois tecidos o outro apenas um. 
  13. Vamos encher??? Com um recipiente plástico daqueles que se guarda filme, copos de plástico você pode fazer chocalhos. É só enchê-los com feijões, milho seco, arroz, sininhos, pedrinhas, etc. Tenha cuidado para fechá-los e vedá-los bem para que não ocorra nenhum acidente. 
  14. Caixas de papelão - Com as caixas grandes : Pintar com tinta de dedo, deixando-a secar. Cortar uma porta ou janela. As crianças poderão fazer delas cabanas para brincar dentro. Com as caixas menores: por exemplo caixa de ovos- as crianças poderão fazer lembrancinhas de ovos de Páscoa assim como fazer estrelinhas de Natal. Se elas são muito pequenas e não trabalham com tesoura, podem fazer pintura a dedo. Não se esqueça de por-lhes aventais e protegerem o local em que elas trabalham com jornais ou plastico. 
  15. Brincando de carrinho - Faça carrinhos com cartolina, caixa de sabão em pó ou de sapatos. Adapte rodinhas feitas de carretéis ou rolo de papel higiênico. Elas gostam de puxar carrinhos ou empurrá-los. 
  16. Afeto e Massagem - As crianças sente cócegas ao sentirem o toque de uma pena, uma toalha macia, pincel ou algodão. Algumas bolas de borracha com textura semelhante a ouriço servem como massagem. 
  17. Organize-se! - Deixe que as crianças joguem bolas de papel, de algodão, bolas de espuma dentro de um caixote. Quanto as bolas estiverem dentro cante com elas uma musiquinha e torne a retirar as bolas de dentro do caixote. E depois cante de novo e peça que as crianças auxiliarem você a guardar as bolas. 
  18. Folhas de papel alumínio - Pregue várias folhas lisas de papel alumínio no piso. As crianças pequeninas irão engatinhar sobre elas e ficarão admiradas de poderem ver seu próprio reflexo como se o chão fosse um espelho. 
  19. Pintura sobre papel grosso - Pintar sobre papéis grossos, utilizando-se de vários tipos de pincéis, esponjas, chumaço de algodão preso num palito ou num lápis, ou então, usar frascos de desodorante vazios, do tipo spray, que cheios de tinta servirão para espirrar no papel preso numa parede ou num cavalete. 
  20. Rasgar e Colar - Colar restos de tecidos que devem ter sido cortados com antecipação em diferentes tamanhos. A colagem de fios de lã exige um pouquinho mais de habilidade manual das crianças, que precisam manipular com atenção seus dedos. 
  21. Lanternas de mesa - Para isso você vai precisar de vidros vazios de compotas de doces ou copos de vidro infantis. As crianças devem rasgar pequenos pedacinhos de papéis transparentes e colá-los sobre o vidro. Viram bonitinhas lanternas de mesa que poderão ser oferecidas aos pais em dias de festa ou de Natal. (as lanternas de mesa são vidros abertos que dentro coloca-se uma vela pequenina).
  22. Cola com areia - A areia pode ser misturada à cola . Deposite essa mistura em um recipiente que se pode fechar e aproveite-a para trabalhos manuais, por exemplo, cole-a juntamente com conchinhas do mar e pedrinhas formando um bonito painel. 
  23. Brincando com palha - Cortar um ramo de palhas e com a ajuda de um cordão, forme um colar. É só enrolar esse cordão em volta do ramo de palhas. 
  24. Corrente de castanhas ou canudinhos - Colecione cascas de Castanha ou de nozes. Fazendo-se pequenos furinhos em suas extremidades e inserindo um fio entre elas formando elos, você criará uma corrente parecida com uma cobrinha para as criancinhas brincarem. Você também pode cortar vários canudinhos em pedaço pequenos e enfiar num cordão e fazer colares e pulseiras, trabalhe a coordenação motora...
  25. Garrafa Pet - Encha várias garrafas pet, mas não completamente com água, detergente e anilina de várias cores, dá um efeito super colorido!!! Outra opção seria encher com sementes variadas e anilina (sagu, feijão, arroz) para balançar, fazer barulho e brincar. Você pode também enrolar várias bolinhas de papel crepom de várias cores e colocar na garrafa junto com um pouco de sagu.
Posted: 17 Sep 2014 08:19 AM PDT

Psicomotricidade é o estudo do ser humano por meio do movimento corporal e suas interações com o mundo. Seu estudo é relacionado ao desenvolvimento cognitivo, afetivo e orgânico.


curso de Psicomotricidade

No Curso de Psicomotricidade veremos os principais conceitos, técnicas e procedimentos da área. Aprenderemos a identificar, prevenir e tratar transtornos e deficiências que ocorrem  nos primeiros anos de vida.


Curso de Psicomotricidade é indicado para pais, pedagogos, educadores e psicólogos. O conteúdo é apresentado por meio de vídeo-aulas interativas, com tutores virtuais e certificado de conclusão entregue em casa, sem custo adicional. Os principais tópicos do Curso de Psicomotricidade são:

Unidade 1 – Conceitos Gerais: Psicomotricidade
Introdução
Contextualização histórica
Princípios e conceitos da psicomotricidade
Ser humano: filogênese, ontogênese e retrogênese
Desenvolvimento humano
Diagnóstico, intervenção e avaliação

Unidade 2 – Campos de Atuação do Profissional
A psicomotricidade na educação infantil
Psicomotricidade no âmbito hospitalar
Tratamentos específicos na terceira idade
Desenvolvimento da linguagem nos primeiros anos de vida
Educação especial e inclusão social

Unidade 3 – Desenvolvimento Motor
Testes de avaliação
Psicomotricidade e linguagem
Benefícios das atividades lúdicas
Bateria psicomotora e atividades
Relações interpessoais em contextos diversos

Unidade 4 – Psicomotricidade: Outras Abordagens
Estudo das emoções neuropsicológicas
Abordagem emocional
Abordagem cognitiva
Abordagem filosófica
Inteligência emocional
Conclusão
O Curso é inteiramente on-line, com vídeo-aulas, apoio de tutor e apostila com atividades sugeridas para imprimir e copiar. CONHEÇA MAIS SOBRE O Curso de Psicomotricidade!!!
Posted: 17 Sep 2014 08:16 AM PDT
Olá! 

Recebi uma dica da leitora Natália Goes e não poderia deixar de publicar, e com isto, ajudar outros tantos profissionais que estão sempre de olho nas nossas novidades. A dica é para trabalhar corpo e movimento com a turminha, aproveitando materiais que muitas  vezes são dispensados.
Hoje nós vamos aprender como aproveitar pneus usados no seu dia a dia na creche, berçário e maternal. Veja como uma simples dica de organização pode estimular a linguagem corporal e o desenvolvimento físico dos alunos. A dica é ótima para aproveitar o espaço da sala de aula, realizando atividades variadas de movimento. Vamos aprender a fazer?

Como que faz - A Natália fez usando somente tinta acrílica de várias cores, durex ou fita crepe.  O primeiro passo é passar a tinta branca para fazer a base (no caso usei de parede que também é acrílica). Após secar, colocar a fita crepe de forma aleatória afim de formar figuras. Em seguida, pintar os espaços onde depois de seco é possível retirar a fita no que resultará em tal efeito. Fácil e lindo!

Pneus com chita - Outra sugestão é encapar os pneus com chita, fica barato e muito lindo! Pra isto basta cortar um retângulo na chita (medindo no pneu e deixando o tecido um pouco maior) e costurar uma dobra nas extremidades para passar uma tira resistente (como passar um elástico em uma roupa) para franzir e amarrar no meio... as tiras já podem servir de alça. As crianças adoram!!!

Pra quem prefere trabalhar com EVA, sugerimos a colagem de tiras de várias cores sobre o pneu. Esta é uma ótima sugestão para trabalhar psicomotricidade e movimento com a turminha.
Sugestão de atividade: Circuito com pneus
Este desafio impõe obstáculos, exige força e concentração dos bebês para vencer os circuitos. Uma graça e super simples de fazer. Basta conseguir alguns pneus, pintá-los com cores vibrantes e alegres e fazer a festa!

Posted: 17 Sep 2014 08:08 AM PDT

Planejar nem sempre é algo fácil. Muita gente encontra grandes dificuldades quando precisa montar seu próprio planejamento. Aprenda como montar seu próprio plano de aula com este passo a passo.

Olá!
Muita gente quando se depara com a necessidade de apresentar seus próprios planos de aula fica sem saber o que fazer. Apresentamos aqui nesta postagem um esqueleto de um planejamento simples, que vai te ajudar a montar seus próprios planejamentos.
Por este exemplo que estamos postando aqui você vai poder criar os seus próprios planejamentos, adaptando-o a qualquer tema trabalhado.

como montar um plano de aula
1. TEMA 
Em primeiro lugar você precisa de um tema, relacionado ao conteúdo trabalhado. Escolha um tema simples, de acordo com a disciplina em pauta.

2. TURMA
Aqui você precisa identificar sua turma, para poder aplicar o conteúdo adequado para esta faixa etária, de acordo com suas necessidades e dificuldades.

3. DURAÇÃO
Aqui você precisa determinar a duração do seu plano de aula. Este tempo vai variar de acordo com a necessidade de aplicação de cada uma das atividades propostas.

2. OBJETIVOS
Qual são os objetivos desta aula? O que você pretende ensinar com ela? Alguns exemplos de objetivos que podem ser aplicados em seu planejamento:
- Mostrar as diferentes formas de linguagens;
- Desenvolver a coordenação motora;
- Trabalhar o respeito ao próximo e amizade;
- Trabalhar a linguagem oral, atenção, e criatividade;
- Desenvolver/Estimular a motricidade fina;
- Experimentar e desenvolver atividades manuais;

3. CONTEÚDOS
Aqui você vai especificar o o conteúdo ligado ao seu planejamento escolar. Exemplo: coordenação motora, formação humana, natureza e sociedade, leitura e comparação de números, linguagem, etc.

5. RECURSOS
Quais os materiais você vai utilizar no seu planejamento? Cite aqui todos os possíveis materiais necessários para a aplicação do seu plano de aula. Exemplo: lápis de cor e giz de cera, TV e DVD, massinha, tinta e meleca, revistas, livros, sucata, rótulos de embalagens e outros.

6. DESENVOLVIMENTO
Aqui você vai explicar como será aplicado o seu plano de aula, passo a passo. Proponha todas as atividades, brincadeiras, jogos, como irá utilizar os recursos escolhidos. Você pode explicar isto acrescentando alguns tópicos na ordem correta de como será o desenvolvimento. Exemplo: 
- Acolhimento
- Música para recepção
- História com livro
- Vídeo
- Recontação com fantoches
- Rodinha de conversa
- Lanchinho
- Oficina
- Despedida

Como realizar algumas atividades porpostas

Acolhimento - Receba os alunos com abraços e beijos, desejando-lhe boas vindas. Aqui você pode identificar cada um com crachás para uma melhor apresentação e já trabalhar as letras do alfabeto. Uma música bem alegre, já relacionada ao tema trabalhado é muito sugestiva também para este momento introdutório. 

História com livro (nome do livro) - Se você tem um livro que vai trabalhar no seu planejamento agora é a hora de sentar toda a turminha e começar a trabalhar o livro. Apresente o livro de forma criativa e cativante, falando dos personagens. Você pode fazer uma leitura dinâmica com acompanhamento pelos alunos (um livro para cada um) ou também distribuir xerox do livro. Outras sugestões criativas: fantoches e dedoches dos personagens, recontação da história, dramatização... 

Vídeo (nome do vídeo) - Um vídeo relacionado ao tema ou filme pode ser aplicado de forma lúdica aqui. Que tal organizar uma rodada de filme e pipoca?

Rodinha de conversa - Sentar com a turminha no chão, na sala ou ao ar livre, para discutir o tema trabalhado. Fale sobre o livro, sobre o vídeo, sugerindo outro fim para a história, o que elas pensam sobre o assunto, o que fariam a respeito. Instigue questões e espere com calma as resposta, respeitando cada uma delas e incentivando os amiguinhos a fazer o mesmo.

Intervalo e lanche - Prepare com antecedência um saboroso lanche que pode também ser relacionado ao tema. Alimentos divertidos são uma ótima opção!

Oficina de sucata - Esta é uma ótima dica para ser acrescentada ao todos os projetos e planos de aula. Nela você pode confeccionar lembrancinhas com os alunos relacionadas ao tema trabalhado usando reciclagem de vários materiais e sucata. 

Despedida - Despedir cada aluno com carinho, atenção e alegria é muito importante. Só assim eles se sentirão amados e terão vontade de voltar no outro dia, o que tornará suas aulas mais dinâmicas. 

7. AVALIAÇÃO
 Qual foi sua meta? Ela foi alcançada? Avaliar cada criança durante o processo de ensino e aprendizagem é muito importante. Todos devem ser avaliados quanto à capacidade de comunicação, reações em cada atividade, como cada um reagiu diante às situações e aos desafios propostos, a interação individual de cada um com os colegas, anotando tudo que foi falado na roda de conversa com muita atenção. Algumas dessas informações, poderá ser muito útil para o portfólio de seus alunos. 
Postar um comentário