domingo, 20 de abril de 2014

Projeto Pedagógico: Consumo Consciente de água, comida, energia e materiais na escola



               


 
   



  



PROJETO PEDAGÓGICO: CONSUMO CONSCIENTE DE ÁGUA, MERENDA ESCOLAR, ENERGIA ELÉTRICA E MATERIAIS DA ESCOLA

Objetivo geral 
Sensibilizar e mobilizar a comunidade para a causa do consumo consciente dentro e fora da escola.
Objetivos específicos
Para os gestores: Formar a comunidade e criar uma cultura escolar de atenção ao tema do consumo consciente.
Para os professores: Articular os temas de consumo consciente e sustentabilidade com os conteúdos das disciplinas.
Para os funcionários: Compreender a política da escola sobre a Educação ambiental e sua forma de abordar a temática do consumo consciente e da sustentabilidade, contribuindo para a promoção das iniciativas propostas pela equipe gestora.
Para os alunos: Refletir sobre os hábitos de consumo na escola e fora dela a partir de projetos articulados com os conteúdos curriculares de sua série.
Para a comunidade: Reconhecer os principais desafios relacionados ao consumo consciente na sociedade como um todo e contribuir para a reorientação dos hábitos de consumo dentro da escola.
Tempo estimado 
Um ano
Desenvolvimento 
1ª etapa: Diagnóstico
Apresente o projeto à comunidade: para que alguns hábitos da comunidade escolar sejam alterados, o tema do consumo consciente será trabalhado. Para saber mais sobre o assunto, leia os textos indicados ao final desta página. Levante os hábitos que precisam ser alterados, como desperdícios de comida, água, energia, materiais, etc.
Caso a temática ainda seja muito nova na escola, opte por iniciar o projeto apenas com algumas turmas. Realizar um piloto com duração de um semestre, por exemplo, pode facilitar o ajuste de estratégias e ter um maior impacto quando a escola toda for envolvida.
Explique aos funcionários que um dos objetivos do projeto é, por meio da conscientização sobre o consumo consciente, alterar esse cenário. Busque conhecer a familiaridade e o engajamento da equipe na temática do consumo consciente. Proponha uma reflexão individual sobre o perfil consumidor de cada membro da equipe. Utilize o "Teste do consumidor consciente", disponível online. Peça que eles pensem também sobre os hábitos de consumo dentro da escola (no desperdício de comida e água, por exemplo).
Debata os resultados, tomando cuidado para que ninguém seja exposto. Proponha, durante a discussão, que eles reflitam sobre os pontos importantes para repassar ao restante da comunidade escolar.
Conclua estimulando a equipe a identificar também os hábitos de consumo de alunos e famílias, elencando comportamentos mais frequentes de desperdício, consumismo ou desconhecimento dos impactos de seus atos de consumo. Organize as informações em tabelas que descrevam os resultados de cada turma. Esses dados serão importantes para o planejamento das ações.
2ª etapa: Preparação das equipes
Ofereça formações que tratem do tema do consumo consciente. Se possível, convide especialistas que possam falar às equipes: pais que trabalhem com o tema, membros da Secretaria do Meio Ambiente de sua cidade, professores e alunos de faculdades próximas à escola, etc. Lembre-se de envolver não apenas a equipe pedagógica, mas também os funcionários da cantina, da limpeza, da segurança, da secretaria e de outras áreas.
3ª etapa: Planejamento
Envolva membros de toda a comunidade escolar para escolher os pontos enfatizados nas ações do projeto. Convide pais, gestores, professores e alunos para planejar as iniciativas. Como o tema do consumo consciente é bastante amplo, escolham os tópicos que se destacaram durante o diagnóstico. Pensem em propostas concretas para a equipe como um todo e indicativos para o trabalho pedagógico.
Com os docentes, auxilie a montagem dos planejamentos. Discuta a ênfase que pode ser dada em cada turma e disciplina, relacionando o tema aos conteúdos e expectativas de aprendizagem de cada série. Ofereça sugestões, como a utilização dos planos de aula sobre consumo consciente disponíveis em NOVA ESCOLA e a utilização da plataforma Edukatu, elaborada pelo Instituto Akatu. Se necessário, retome discussões sobre as características do trabalho em projetos.
4ª etapa: Divulgação 
Amplie a divulgação, certificando-se de que os membros da comunidade que não se envolveram nas etapas anteriores da concepção do projeto tomem conhecimento dele. Essa divulgação pode ser feita em reuniões com a equipe da escola, nas aulas dos professores envolvidos no projeto e na reunião de pais. Para ajudá-los a entender sobre a importância, utilize dados ou vídeos de sensibilização.
5ª etapa: Implantação do modelo 
Auxilie na colocação do projeto em prática, oferecendo os subsídios necessários. Durante os encontros com a equipe, peça que eles relatem o andamento do projeto, as dificuldades e os resultados. Auxilie-os sugerindo encaminhamentos e alterações no planejamento, quando necessário.
6ª etapa: Monitoramento e avaliação 
Acompanhe de perto as ações e estabeleça critérios claros de avaliação para cada eixo do projeto. Uma boa estratégia é montar um diário para registrar periodicamente o andamento do projeto. É importante que, além das observações, também haja elementos qualitativos para medir os resultados. Por exemplo: se um dos objetivos era reduzir o consumo de água, a avaliação pode ser feita pela observação das contas pagas pela instituição.
Periodicamente, verifique se professores e funcionários estão envolvidos no processo. Promova encontros regulares com os responsáveis pelas atividades para discutir os avanços e rever os procedimentos planejados e a necessidade de suporte técnico. Não esqueça também de divulgar estas informações para os alunos e seus pais.

Postar um comentário