segunda-feira, 9 de março de 2015

Quer Melancia, Uva ou Melão????




             Já se foi o tempo que a resposta seria muito simples, tratando-se de frutas. Mas, gente, não estou falando de frutas. Melancia é a mulher-melancia; melão é a mulher-melão e uva, sabe o que é uva? É o homem-uva da parada gay de São Paulo/2015!
            Ao ligarmos uma fruta com a parte íntima e extravagante de uma pessoa, passamos erotismo barato, às vezes, nem tão barato assim. A mídia nos faz saber quem ganhou o BBB6,13 ou 14, nem sei, mas sabemos quem foi; sabemos que nome tem a novela das 21h da Globo; sabemos o nome de uma mulher de bunda enorme que dança (?) uma música (?) chamada Creu (credo!!); sabemos quem é o novo namorado da Débora Secco...e por aí vai.
             Lembro-me que quando era adolescente, na revista Playboy saía a Dina Sfat ou a Chistiane Torlone, que não precisavam mostrar nada, pois têm talento e podem “tudo” na área artística. Essas mulheres têm conteúdo. O que tem para nós uma mulher que se auto-intitula “rainha dos taxistas de SP” por ter colocado 500 ml de silicone, e ser ovacionada no 24º andar de um prédio, durante um programa de rádio na capital paulista? Será que 15 minutos de fama gratuita merecem desfazer amizades? Amores? Famílias? Essas pessoas acham que sim!
              Fico até sem chão quando ouço: “meu pai achou ruim as fotos que fiz, mas quando soube o valor das fotos, ficou alegre!”. Que valores são esses? Em que essas pessoas acreditam?
              A Parada Gay é um acontecimento. A Parada de São Paulo só perde em número de participantes para a de Nova York. Este ano, tivemos o desprazer de ver em rede nacional, um rapaz homossexual, se auto-intitular “rei das uvas”. O que é isso? Quem viu, chocou-se. Tratava-se do rapaz homossexual com maior “pacote” entre as pernas, ovos, testículos, o que você quiser entender. E por aí vai.
               Não temos cabeças pensantes no universo do nu? Temos sim! Precisamos apelar? Não! 
               As crianças nas escolas não sabem a letra do Hino Nacional, mas pergunta a um grupinho se sabem a nova música (e letra!) do Fifh Harmony...sabem tudo! Pergunta se sabem quem são os ídolos americanos dos filmes do Oscar...Pergunta se sabem o nome do novo filme do Leonardo di Caprio...
               Onde vamos parar? Não sei e estou com medo de fazer uma progressão. Que tipo de mundo deixaremos para nossos filhos?  Você para ter sucesso precisa ter bunda? Precisa ter falta de respeito com os mais novos? Aos idosos?
               O Brasil tem as leis mais ambiciosas do mundo: do adolescente e dos idosos. São leis que tiveram como modelo, as praticadas na Holanda e Dinamarca. Acontece que estes países têm 0% de analfabetismo, os maiores índices de qualidade de vida do planeta, os habitantes não sabem o que é desemprego e nem fome. Passam o ano procurando na internet uma instituição no mundo pobre para fazer doações.
               Diante disso, o Brasil tem também uma das leis penais mais atrasadas do mundo globalizado, um código civil arcaico, empresas que não respeitam as leis trabalhistas.
               Se formos olhar uma lista dos piores em todos os níveis em moradia, alimentação, exportação, saúde, qualidade de vida, o Brasil está no alto. Diante disso tudo, dá até para entender como uma mulher com 1,21 cm de quadril é a nova musa de um país inteiro. Aliás, o Brasil está mais para “salada de frutas”: o que você prefere?

Crônica de Simone Lessa
             


Postar um comentário